Adicionar à lista de espera We will inform you when the product arrives in stock. Just leave your valid email address below.
Email Quantity We won't share your address with anybody else.

Curiosidades sobre Maverick II

 

MAVERICK GREMISTA

Esta foto chegou até a gente através de um visitante e mostra a paixão de um gremista pelo seu clube.

E para chamar a atenção mais ainda, ele resolveu mostrar seu amor pelo grandioso GRÊMIO no seu maverick.

maverick_gremista

MAVERICK SPORTSTER

Esse foi a primeira vez que se usou o nome Maverick em carros. Trata-se de um modelo raro fabricado entre 1953 e 1955 pela antiga MAVERICK MOTORS de Moutain View – California. Esse carro era feito em fibra de vidro e montado sobre chassis da Cadilac e segundo as informações que recebi foram fabricadas apenas 07 unidades.

maverick_sportster2
  O carro nos dias atuais
maverick_sportster3
O carro nos dias atuais
maverick_sportster
Na epoca do lançamento
Veja que história incrível! Eu recebi um email do Sr. Stuart Normam (USA) contando mais detalhes desse carro! Veja:

Eu gostaria de fornecer a você mais algumas informações, como disse pra mim mesmo, sobre o maverick de fibra de vidro construindo entre 53 e 55 em Moutain View California.

Ele está retratado em “Curiosidades II” de seu site.

Os fatos sobre o carro foram ditos a mim por membros da família do construtor do carro. O carro foi feito por um homem cujo sobrenome era Garros. Eu não me recordo o seu primeiro nome.

Ele fez o carro sem estar associado a Ford! Em meados dos anos 80′ eu trabalhei para o sobrinho do homem o Sr. R. Thomas Garros (Tom). Ele é dono de negócios na área de Seatle. Eu era reserva das forças armadas há tempos e tive ordens para ir a California para 2 semanas de treinamento.

Tom me perguntou se eu podia levar seu caminhão e um reboque com um carro que ele tinha herdado de seu tio. E nele estava um Maverick 1953!.

De acordo com a familia foram feitos 09 carros e destes apenas 07 foram vendidos. Este que estava no reboque tinha sido usado pelo seu tio para o teste de velocidade em Bonneville. No parachoque traseiro tinha chumbo para contrapeso.

O carro era de fibra de vidro e montado na estrutura de um Cadillac 1950 e ainda motor, transmissão e suspensão de Cadillac. Apesar de apenas 07 vendidos destes enormes carros esportes, Sr. Garros eventualmente conseguiu fazer uma fortuna com o carro!

Quando a Ford lançou o carro chamado “Maverick”, Sr. Garros entrou com um processo por infrigimento da lei de marcas e patentes!

A Ford resolveu o caso pagando U$5,0 por cada Maverick vendido. Eu não posso falar a validade disso, mais sei que o Tom já recebeu uma grande quantia de dinheiro do carro em questão quando o seu tio fechou o paletó!

Obrigado Sr. Stuart Norman pela colaboração

* Tava aqui pensando: Se nos USA o maverick vendeu quase 2.500.000 unidades a 5 dolar cada uma isso deu ao véio Garros U$12.500.000,00. Puta que pariu se você dividir ao preço médio de 25mil um maverick dá pra comprar 500 Maverick.

* Será que o véio também lambeu dinheiro aqui do Brasil? Se foi, ele papou mais U$540.000,00 * O email original está na versão em inglês do site!

BATMÓVEL

Entre os diferentes carros que circulam pelas ruas da Zona Sul de São Paulo, um em especial chama a atenção. Trata-se de um Maverick preto ano 1974. O que ele tem de diferente dos outros? Duas asas, uma turbina que solta labaredas de fogo de até 50 cm e escapamentos, espelho e câmbio em forma de morcego.

Com motor V8, essa máquina, não só saltou de uma história em quadrinhos, mas sim da garagem do gerente de pizzaria Eduardo Vilibor, de 42 anos.

batmovel
Eduardo Villibor e seu Batmóvel

Fã do Batman, ganhou o carro de um amigo há exatos 16 anos para saldar uma dívida. O que o novo dono não esperava é que gastaria mais de R$ 70 mil de lá para cá com rodas, asas, aerofólio, escapamento e spoiler, entre muitos outros itens que transformaram um simples Maverick em um super Batmóvel.

batmovel2
Detalhes do interior do Batmóvel do Eduardo

Super-herói nas horas vagas, Eduardo participa de eventos e festas infantis vestido de Batman. Capa, botas, luvas e macacão pretos são impecavelmente vestidos. Máscara e cinto vindos dos EUA ajudam a caracterizar o personagem, que também ganha lentes de contatos azuis.

A criançada entra no veículo e faz milhares de perguntas. A que ele mais ouve, obviamente, é: “Onde está o Robin?”.

Como Eduardo não tem superpoderes para se safar de multas, evita sair com o veículo. Ainda assim, certa vez um amigo dele, sócio de um clube que reúne colecionadores do Maverick, apareceu com fotos feitas por um radar eletrônico. “Um amigo dele trabalhava na área de captação de imagens e perguntou se ele conhecia o dono daquele Batmóvel que, na época, rodava com uma placa decorativa”, diz.

batmovel3
Veja os detalhes das porcas da rodas

Desta vez, a multa veio em forma de presente, mas como ser sósia do Batman não é nada fácil, Eduardo também já teve que enfrentar uma perseguição. “Seguia em direção à Praça da Saúde para encontrar uma menina e passei devagar ao lado de um posto policial com os vidros pretos fechados. De repente, vi meu carro cercado por carros da polícia. Eles até subiram no canteiro de obras para me fechar. Quando parei, pediram para que todos descessem. Saí do carro sozinho, sem o Robin (brinca) e viram que eu não estava armado”.

batmovel4
Veja o aerofólio e a asas de morcego

Colecionador de mais de 200 gibis do super-herói, Eduardo diz que ficou decepcionado ao ver o novo Batmóvel do filme “Batman – O cavaleiro das trevas”. “Não sei se eles tiveram preguiça de inventar um Batmóvel, mas pegaram um tanque de guerra americano e simplesmente pintaram de preto. Naquele carro não foi feito nada”, diz.

Em busca da sua heroína, Eduardo diz que a Mulher Gato faz mais seu tipo. “A Bat Girl é muito inocente. A Mulher Gato já usa chicote e tem unha afiada, brinca ele.

Fonte: Portal Globo G1

batmovel5
A criatura e o criador

MAVERICK SPILLER

Esse é o maverick SPILLER apelidado assim em homenagem ao seu criador Cláudio Spiller (RJ). O que você achou desse visual?

Ele é sócio fundador do Maverick Clube do Rio de Janeiro, inclusive sedeu a área do clube e seu carro foi um dos primeiros carros tunados do Brasil sendo que os primeiros trabalhos de customização foram realizados em 1982.

O Cláudio é considerado uma lenda viva entre os maverickeiros. A paixão dele pelo maverick é indescritível.

maverick_spiller

COMO SERIA UM NOVO MODELO DE MAVERICK?

Veja esse trabalho muito bem feito pelo Filipe Augustus do que seria uma releitura do famoso maverick reestilizado

Ele usou como base a plataforma do Mustang 2006. Eu achei muito bonito e bem parecido. E você o que achou?

maverick_2010

MAVERICK CONVERSÍVEL I (USA)

Recebemos um email do nosso visitante Adilson (RS) que nos mandou essas fotos desse modelo conversível horroroso fabricado nos USA. Alguns amigos meus que viram a foto detestaram a traseira do carro.

Aliás eta mulhezinha feia essa aí da propaganda. Que cabelinho mais feioso.

mav_conversivel2

MAVERICK CONVERSÍVEL II (USA)

Outro exemplar também da linha horrorosa e desta vez com uma capota ridícula e com acabamento do farol meio quadrado parecida com o Ford PINTO.

mav_conversivel

MAVERICK CONVERSÍVEL III (México)

Pois é. Até que esse modelo que foi feito no México pela subsidiária da Ford a Shelby Auto Del México é razoável e tem cara de Maverick.

mav_conv2